Planejamento e roteiro: 43 dias na Ásia

Já vai fazer quase um ano que comecei a planejar essa nossa #AsiaTrip, mas a parte mais crítica começou há uns 2 meses atrás na parte de compra de passagens e reserva de hotéis. Como eu sou muito ansiosa e prefiro não confiar na sorte, resolvi reservar TUDO com antecedência, deixando o mínimo possível para ser feito depois que embarcamos – até porque já sabemos que a conexão com o mundo ficará um pouco limitada. Como foram muitas mudanças de roteiro, de orçamento e até objetivos durante todo o processo, acredito que não vale a pena ficar colocando aqui tudo que aconteceram nesses últimos meses, mas sim o resultado desse trabalhão.

Então, basicamente, o objetivo era fazer um roteiro relativamente original onde poderîamos conhecer lugares turísticos mas nem tanto e fazer algumas atividades bem diferentes do que você normalmente lê nesse blog. Elegemos três países mais exóticos, Malásia, Indonésia e Filipinas para explorar por em torno de 10 dias cada, passando no início e no final da viagem pelas mais desenvolvidas Singapura e Hong Kong. Ficou assim:

1-asia trip 2

E agora em um pouco mais de detalhe:

roteiro

Além de descansar em praias, visitar templos, vulcões, rios subterrâneos e aldeias de macacos, e, claro, experimentar a deliciosa gastronomia asiática, nos interessamos por duas atividades que requeriam um pouco mais de planejamento durante esta viagem. A primeira foi a aula de mergulho na Malásia, que poderá ser aproveitada nas outras praias que visitarmos na sequência da viagem, e a outra, um passeio incrível de barco (veja no link mais detalhes) recomendado pela amiga do blog Catálogo de Viagens, e que vai nos levar, durante 5 dias, a várias ilhas remotas das Filipinas. O resto da viagem, a gente foi encaixando de acordo com os nossos interesses nas principais atrações de cada destino e também considerando como se locomover entre eles.

As passagens dos percursos mais longos foram compradas através de uma agência de viagens, saindo de Londres – Singapura / Hong Kong – Londres. As outras todas foram reservadas online com operadoras de baixo custo locais. Já as acomodações, eu fiz questão de passar um bom tempo comparando cada detalhe imaginável: localização e proximidade das principais atrações, estrutura e facilidades oferecidas, avaliações de hóspedes e ranking comparativo a outros hotéis, fotos e preços, tudo para não cairmos em nenhuma roubada em um lugar tão desconhecido. Os sites que eu mais usei, para pesquisa e compra de passagens e hotéis: Expedia, Agoda, Trivago, Airbnb, Momondo. Já para o planejamento e construção de roteiro, os principais foram Lonely Planet e TripAdvisor para descobrir as atrações locais e muitos blogs independentes para entender melhor sobre cada uma dessas atrações. Para organizar tudo, recomendo muito o Tripline, que permite que você visualize o mapa do seu roteiro e armazene por lá todos os detalhes da viagem. Esse aplicativo é super prático de utilizar e você pode compartilhar seus planos de viagem com outros viajantes e contatos, que podem até contribuir no roteiro se você autorizar. Nele você também encontra vários outros roteiros que foram compartilhados publicamente, com muitas fotos e dicas bem legais de cada destino.

Então, pode esperar, tem muita coisa pra vir por aí! À medida que recebermos mais confirmações e já tivermos mais detalhes, vou atualizando este post e criando novos para contar como foi, tá? Continue visitando para acompanhar essa aventura!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s